ptc1

Célula de teste de pintura PTC1™

A célula de teste de pintura PTC1 é uma célula de amostra de baixo custo para teste eletroquímico de amostras revestidas. A PTC1 também pode ser utilizada para testar amostras de metal descobertas, utilizando máscaras de amostra eletroquímicas PortHoles.

Detalhes do produto

Visão geral

O design do PTC1 é muito simples para manter os custos baixos, visto que a maioria dos usuários precisará de muitas células para teste. A amostra planificada sendo testada está travada entre um tubo de vidro com um O-ring e a base de teflon. O tubo está parcialmente cheio (20-50 ml) com o eletrólito de teste e vedado com uma rolha de borracha. Um eletrodo de referência (possivelmente Calomel saturado) e um contraeletrodo de vareta de grafite estão montados pela rolha.

Para usuários preocupados com partículas de grafite do contraeletrodo gerando contaminação da solução, é possível então fazer uso do tubo de ponte de contraeletrodo com um contraeletrodo de fio de platina. O contraeletrodo de platina é isolado do eletrólito da amostra por uma frita de vidro.

Usos recomendados

Tintas e revestimentos

O PTC1 é perfeito para testes de espécimes de metal pintado utilizando espectroscopia eletroquímica de impedância. A área exposta de quase 15 cm² é suficientemente grande para incorporar um número estatisticamente significativo de defeitos no revestimento. A área grande também é um atributo positivo quanto à aquisição de dados, já que amostras de alta impedância como revestimentos são caracterizadas por baixas densidades de corrente.

O baixo custo do PTC1 torna-se importante para essa aplicação, já que o processamento significativo de amostras e exposição em longo prazo podem exigir muitas configurações de célula a qualquer momento. Esse tipo de teste obtém um melhor custo/benefício quando combinado a um multiplexador.

Testes de corrosão

O PTC1 também serve como uma célula plana de baixo custo para testes de corrosão. Ele não possui o maior volume necessário para testes mais longos ou em materiais de rápida corrosão, mas para realizar um teste rápido de circuito aberto e resistência à polarização, ele pode servir muito bem. Ele também trabalhará bem para medições com baixa taxa de corrosão, já que a área exposta pode ser grande. Para a maioria dos testes de corrosão realizados em espécimes planificados, porém, considere o uso de um ParaCell ou, se a corrosão de aberturas for um problema grave, um FlexCell.

 

Especificações

Tamanho do espécime de metal

Formato de disco diâmetro de ao menos 50 mm
Formato quadrado ao menos 50 mm de lado
Espessura  1- 10 mm
   

Dimensões do recipiente

Volume 20 ml (volume mínimo); 50 ml (volume máximo)
Diâmetro interno 30 mm
   

Faixa de temperatura

Operativo  -25ºC to 140ºC
   

COMPATIBILIDADE QUÍMICA

Materiais Pyrex™, Teflon™, Viton™, borracha de silicone

 

O-Rings sobressalentes paraTC1
O-Rings sobressalentes podem ser comprados com a Kontes. O número da peça é 758292-0223. As dimensões do O-Ring são: diâmetro interno 40,87 mm, seção transversal 3,53 mm.

Imagens do produto

Downloads