PortHole 2 Sizes RJ 3

Máscaras de amostra eletroquímica PortHoles

As máscaras de amostra eletroquímica PortHoles definem uma área conhecida da superfície da amostra para teste eletroquímico: 1, 3 ou 10 cm 2. Elas também servem para reduzir a corrosão de aberturas quando amostras são seladas em uma célula com um O-ring, assim como com o ParaCell e o PTC1 da Gamry.

Detalhes do produto

Visão geral

Máscaras de amostra eletroquímica da PortHoles são fabricadas a partir de fita para galvanoplastia 3M modelo 470. A fita modelo 470 incorpora um adesivo especial para aderir de modo agressivo à superfície da amostra de metal, desestimulando fluxo por baixo da borda da fita pelo eletrólito, que poderia causar corrosão de aberturas. O orifício na fita é cuidadosamente cortado para uma borda suave com o mínimo possível de rebarba. A fita modelo 470 é elaborada para suportar exposição prolongada a químicos comumente encontrados em aplicações de galvanoplastia.

A PortHoles é bem-sucedida em minimizar a corrosão de aberturas, porém, não há soluções perfeitas, portanto as bordas da área exposta devem ser examinadas para evidências de corrosão de aberturas quando o experimento tiver sido concluído. Quando o experimento estiver completo, o PortHole é removido e descartado.

Com o ParaCell:

Somente a máscara de 1 cm² da PortHoles pode ser utilizada com o ParaCell.

Após a máscara de 1 cm² da PortHoles ser presa à amostra com especial cuidado para a adesão nas bordas do orifício, a amostra é montada no ParaCell.

Com o PTC1:

Todos os tamanhos de PortHole disponíveis podem ser utilizados com o PTC1.

Após a máscara PortHoles ser presa à amostra, o corpo da célula de teste de pintura PTC1 é colocado na máscara. A vedação de O-ring do corpo do PTC1 garante que não ocorram vazamentos.

 

Especificações

Dimensões

máscaras quadradas com 7,6 cm (3 polegadas) com um orifício pré-cortado de [1, 3, 10] cm2 e fundo removível.

Uso

Uso único

Material

Fita para galvanoplastia 3M modelo 470

 

Imagens do produto

Downloads